Atualidades Empreendedorismo e Gestão

Petrobras – O motor do Brasil

Antes de qualquer coisa, Insighter, quero te informar que não pretendo ser politicamente correto nem agradar a A, B ou C em meus posts (haters gonna hate, lovers gonna love). Minha única intenção aqui é fazer você chutar a caixa que você provavelmente foi treinado a se enquadrar e, assim, não pensar fora da caixa, mas realmente ignorar a existência da mesma. Não acredito na política crua que se faz por aí como mudança de vida, não sou partidário nem da esquerda nem da direita, sou partidário do correto e do avanço, como isso não existe (ou quando existe é só fachada) nos partidos políticos brasileiros, PT, PSDB, Psol, PMDB e afins vão dar tudo no mesmo lugar. Partidos que antes diziam-se socialistas até verem o dinheiro e agir como um capitalista anterior sendo que o próprio partido tem em sua sigla o Social, enfim, é uma bagunça só e tenho compaixão de quem defende qualquer lado, pois poderiam usar esse tempo para evoluir como pessoa em vez de lutar por ideias completamente utópicas.

Na última edição da Feira Brasil Offshore, houve o Painel do Petróleo Brasileiro dirigido por grandes nomes como o jornalista renomado George Vidor e grandes líderes do cenário geopolítico brasileiro. Eu estava presente e conheci números que até certo momento eram apenas especulações em minha mente. Por exemplo, você sabia que metade do patrimônio meio bilionário da Petrobras é dívida hoje? Você sabia que foram requisitados emprestados U$10bi da China para pagar o salário dos funcionários da estatal? Você sabia que há uma produção de 2 milhões 799 mil barris/dia? Você sabia que há uma entrada de R$337,3bi e um lucro líquido de R$-26,6bi? Você sabia que a Petrobras está presente em 19 países, com um total de 80908 empregados, 756030 acionistas, 16 refinarias, 7931 postos no Brasil e 907 postos no exterior? (mais números em http://www.petrobras.com.br/pt/quem-somos/perfil/)

Coloquei números positivos e negativos exatamente para você não falar que sou tendencioso e também para te levar a algumas reflexões. Os EUA (maior potência mundial) tem a empresa mais valiosa do mundo (Microsoft) e uma série de outras da mesma categoria, mas sua economia não é regida por essa empresa de forma pontual. Todos nós sabemos que empresas fecham no vermelho volta e meia, porém todos nós também sabemos o que acontece quando isso se torna uma constante: ela quebra. Crises empresariais são normais, constância delas, são suspeitas. Onde está o erro mediante tanto potencial? Gestão? Visão? Missão? Engajamento? Não! Está na essência! O mesmo motivo que fez o país quebrar: o governo. Se o governo é dono majoritário da empresa, é dever dele zelar pelo patrimônio de todo brasileiro e ainda por cima, zelar pela melhora de vida dos brasileiros através da riqueza gerada por essa empresa. O que ele fez? Pensou a longo prazo ou só no autoenriquecimento dele próprio? Porque a crise do petróleo é mundial? Porque o maior consumidor se tornou de fato auto-sustentável, sem a necessidade de importar (principalmente do Oriente Médio), isso quebrou o mercado. Resultado: moeda forte, economia se reestruturando e a população feliz com preços acessíves e impostos justos. Fomos enganados pela mídia por muito tempo com esse conceito barato de sermos um país auto-sutentável. Como assim ser auto-sustentável com combustível caro?! Não faz sentido!

Hoje pagamos o preço de um governo gestor sem inteligência que elege a direção da companhia pelos interesses próprios e que nunca colocou em prática o conceito da auto-sustentabilidade. Nosso petróleo é bruto, pesado, precisa de um refino bem feito. Onde refinamos? Em Pasadena, nos EUA (uma das nossas refinarias, claro que existem poucas mas existem algumas dentro do Brasil). Não dá vazão a produção alta com um baixo número de refinarias. Isso é produção para inglês ver! Amanhã a gasolina vai aumentar mais uma vez no país da eterna esperança.

Gostaria de te convidar a não participar desse escrúpulo estupro que o governo faz com você e comigo! Sem aquelas manifestações baratas que dão na mesma coisa que os processos governamentais: em pizza. Mas sim, empreendendo, trabalhando de verdade e mostrando para seu vizinho que é possível sim vencer em meio a condições nada felizes. Hoje tem gente vencendo no Brasil e na África e perdendo nos EUA. E você? Vai continuar chorando? Vai pra cima, Insighter! Seja protagonista do seu próprio destino, não dependa de governo nem de patrão, faça hoje mesmo a sua vida independentemente da sua idade! É hoje!

PS: o choro é livre e o sorriso também.

Você também pode gostar
Olimpíadas e Paralimpíadas, such a big deal! Será?
Sexta-feira

Deixe o seu comentário